Caminhões Pesados que pesam no Bolso do Contribuinte

Caminhões Pesados que pesam no Bolso do Contribuinte

Caminhões do tipo, carga seca, toco, báus, Vans, Carretas, Siders, Frigoríficos, e tantos outros tipos de veículos apreendidos pela Receita Federal estão apodrecendo em pátios, que custam cerca de R$ 2 milhões, cada um, para os contribuintes. Muito bem agora porque pesam no Bolso da sua familia, no meu bolso, no seu bolso? Simples: pagamos impostos, tributos, caros, aliás diga-se de passagem temos a pior carga tributária do Planeta! Que triste prêmio!

Ah uma informação importante dentro do contexto!

Para o financiamento do BNDES Procaminhoneiro é necessário estar inscrito no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Carga (RNTRC) como transportador autônomo de carga, e o caminhão seminovo que será comprado deve estar regularizado com os órgãos de trânsito, fiscais, tributários e sociais.

Ação do tempo

O efeito do tempo faz com que muitos caminhões, outros veiculos, como carros, “bus” são praticamente acionados pela ferrugem ou sejam tomados, por exemplo, por lindas abelhas. devido a isso e infelismente deveras e muitos não voltarão e tão pouco conseguiram rodar por estarem em más condições de conservação.

Busca e apreensão do caminhão – O que fazer?

Art 3º O Proprietário Fiduciário ou credor, poderá requerer contra o devedor ou terceiro a busca e apreensão do bem alienado fiduciariamente, a qual será concedida liminarmente, desde que comprovada a mora ou o inadimplemento do devedor.

§1º Cinco dias após executada a liminar mencionada no caput, consolidar-se-ão a propriedade e a posse plena e exclusiva do bem no patrimônio do credor fiduciário, cabendo às repartições competentes, quando for o caso, expedir novo certificado de registro de propriedade em nome do credor, ou de terceiro por ele indicado, livre do ônus da propriedade fiduciária. (Redação dada pela Lei 10.931, de 2004)

§2º No prazo do § 1º, o devedor fiduciante poderá pagar a integralidade da dívida pendente, segundo os valores apresentados pelo credor fiduciário na inicial, hipótese na qual o bem lhe será restituído livre do ônus. (Redação dada pela Lei 10.931, de 2004) Infelizmente o prazo é quase uma miséria! Entretanto nesse caso esses cinco dias trata-se de uma “purgação da mora”. Ou Seja o Juiz intimou você a quitar nesse prazo as parcelas atrasadas e pagamento dos devidos encargos, só que nesse caso tem guincho por sua conta, diárias da estádias do veículo, por isso que no inicio do texto coloquei a a chamada “Caminhões Pesados que pesam no Bolso do Contribuinte” para que você meu amigo entenda o quanto é pesado a nossa carga tributária e por isso que muitos preferem tristemente abandonar os veículos nos pátios!

Afinal querido Varão do que se trata a temida Busca e Apreensão de Caminhão?

Na Verdade trata-se de uma ação judicial impetrada pela Banco financiador do Bem patrimonial no caso o seu caminhão, a qual a instituição financeira tomou o bem com o nome de “Alienado” como garantia,patrimonio este, que se encontra sob posse do possuidor do financiamento você! Sendo assim esse amarração amorosa entre banco e Cliente tem como objetivo garantir a conservação daquele bem, para um posterior pagamento da dívida.

“Para mais informações sobre o assunto sugiro procurar um Advogado de Financimento Bancário”!





Caminhões Pesados que pesam no Bolso do Contribuinte Como recuperar o seu caminhão apreendido, e o prazo legal? Quais as taxas que devo pagar Compartilhem

Leave a Reply